PT | EN


RODRIGO FRANZAO

Por meio de elementos simbólicos, as obras nos levam a refletir sobre a eternidade e a plenitude daquilo que é possível ser construído pelo inconsciente. Tais elementos são formas que não pretendem se apegar ao passado ou aos acontecimentos se repetem no presente, mas que pretendem recuper o tempo, buscando a liberdade do momento vivido e despertando no observador a necessidade de discutir sobre a possibilidade do futuro ser incógnito e ambíguo.

A série narra silenciosamente o movimento do tempo e sua articulação no espaço, como se fosse possível ouvir os ruídos produzidos por aqueles que maquinam o mundo.