RODRIGO FRANZAO
arte • design • arquitetura
 
EN | PT



INFO
 

REPRESENTAÇÃO









TRABALHOS RECENTES
 
 
 
 
 
 
 
 
VIDEOARTES SELECIONADOS

Robo-optical
2014

02:00

Baseando-se na psicologia da Gestalt, o vídeo aproxima o conceito de que o homem contemporâneo está deixando de lado a essência humana para assemelhar-se a modernização do mundo. Com os avanços e a utilização da tecnologia, uma nova perspectiva de futuro está sendo arquitetada de maneira silenciosa. Sendo assim, o vídeo pretende tornar mais explícito o que está implícito na sociedade. O comportamento social é projetado em “Robo-ótico” a fim de traduzir as relações que existem entre exterior e interior, permitindo assim que todos tenham mais consciência da maneira como se comportam aqui e agora, na fronteira de contato com seu meio e o mundo.

 
 

All on the same sidewalk
2019

05:00

A Avenida Paulista é uma das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo, Brasil. Sendo considerada o coração econômico do país, um grande número de instituições financeiras e culturais baseiam-se nela. Como símbolo do centro de poder econômico e político de São Paulo, tem sido o foco de numerosos protestos políticos de 1929 até o século XXI. Tão importante quanto a Avenida Paulista, o oceano tem desempenhado durante séculos um papel como plano de fundo, introduzindo temas como dificuldades, desastres, esperança e recomeço na literature e na arte.

 
 

Amazon Stone
2019

05:00

As principais fontes de desmatamento na Amazônia são os assentamentos humanos e a exploração imprudente da terra. A Amazônia representa mais da metade das florestas tropicais do mundo e compreende a maior biodiversidade em uma floresta tropical do mundo. O crescimento das cidades é um processo imparável e irreversível. Isso significa um aumento dramático na demanda por energia e custos de novas infraestruturas, o que infelizmente leva à destruição da vida através da vida.

 
 

Geometric particle
2016

05:00

O vídeo discute a concepção do ser humano em seu estado de equilíbrio com o meio ambiente, assimilando sua natureza e a necessidade de se adaptar ao contexto em que está inserido, redescobrindo-se e revelando-se a um novo ser social.

 
 

Reflective dialogue
2015

03:10

Em um processo de transição devido a eventos decorrentes do acaso. O vídeo aborda a dualidade que somos obrigados a enfrentar diariamente para nos adaptarmos e lutarmos pela nossa sobrevivência. Um instante no tempo que evoca a busca de orientação e razão.

 
 
 
 
 
RÉSUMÉ

BIOGRAFIA

Vive e trabalha em São Paulo, Brasil, produzindo arte de mídia mista, têxtil, pintura e videoarte. Sua pesquisa está ligada às abordagens filosóficas e psicológicas, na qual transcorre na observação do comportamento humano, como ser social.Ele desenvolve suas idéias em diferentes suportes como tecidos, materiais reciclados e pigmentos naturais, além de papel. Seu currículo inclui inúmeras exposições individuais e coletivas, e seu trabalho está presente em coleções particulares em Nova York, São Paulo, Londres, Los Angeles, Berlim, Portugal, Espanha, Detroit, Miami, Nova Orleans e coleções públicas como National Arts Clubs, New York, EUA, Museu Centro de Exposições Odivelas, Lisboa, Portugal, Museu Tribunal de Justiça, Brasília, Brasil. O artista já apresentou seus trabalhos em mostras individuais no Brasil, Estados Unidos, Portugal, Grécia, Alemanha, Ucrânia, Coréia do Sul.



DEPOIMENTO ARTÍSTICO

A busca pela existência, pelo sentido de existir e pela a experiência com o mundo nas mais diversas manifestações, levam o artista a refletir sobre as distorções do urbano, os valores da sociedade contemporânea e as intervenções do ser humano no mundo e interação deste consigo próprio. Ele desenvolve várias linguagens por meio de técnica de arte mídia mista, arte têxtel e vídeo arte para destacar os detalhes e mecanismos que se fragmentam em dispersões, intervalos e ruídos. Ele deseja combinar efeitos bidimensionais e tridimensionais, criando uma relação de dependência entre eles, harmonizando o contraste entre forma e cores no plano atemporal. .



EDUCAÇÃO

2021
MBA em História da Arte e da Cultura Visual. UCAM. Brasil.

2009
Psicopedagogia e Arteterapia. FPA. Brasil.

2015
Artes. CEUCLAR. Brasil.

2004
Letras. UNIMARCO. Brasil.




EXIBIÇÕES INDIVIDUAIS

2017
Estruturas Pessoais. Museu Casa dos Contos, Ouro Preto, Brasil.

2016
Superfícies e Abstrações. Galeria Antônio Lino, Lisboa, Portugal.

2015
katharsis. National Arts Club, New York, EUA.
Subtração Involuntária. Museu do Superior Tribunal de Justiça, Brasília, Brasil.
Weaving Shapes. Galeria Anexxo. Goiás, Brasil.

2014
Subtração Involuntária. Galeria Anexxo, Goiás, Brasil.




EXIBIÇÕES COLETIVAS

2019
Berlim Art Week: Latinoamerican Art, South Embassy Gallery, Berlim, Alemanha.
Creative Pride, National Arts Club, NY, EUA.
Little Islands Fest, Amorgos, Grécia.
South Embassy Gallery, Berlim, Alemanha.
Concept: the 5th Int. Exhibition on Conceptual Art. CICA Museum, Gimpo-si, Coreia.

2017
Love Inspires. Inn Gallery, São Paulo, Brasil.
Outside the Lines: The 4º Drawing Invitational. National Arts Club, NY, EUA.

2016
Between The Lines: Exploring Drawings. National Arts Club, NY, EUA.

2015
The International Biennial on Textile Art - Fibremen 5. Scythia, Kherson, Ucrânia.

2014
Subtração Involuntária. Galeria Anexxo, Goiás, Brasil.




COLEÇÕES PÚBLICAS

Natinal Arts Clubs, New York, EUA.
Centro de Exposições Odivelas, Lisboa, Portugal.
Museu do Superior Tribunal de Justiça, Brasília, Brasil.
Coleções particulares.



CURADOR

2020
Contrasting Shapes, Museu Têxtil, São Paulo, Brasil.



AUTOR

2020
Contrastes de Forma: Arte Têxtil e Mista 2014 - 2020. ISBN 978-65-001-6078-9



ENTREVISTAS

Adams, Helen. "Rodrigo Franzão." Textile Curator, July. 2020, p. 1. Web. (Londres)
Carson, Mary. "Rodrigo Franzão: Industrial strength stitching" Textile Artist, Oct. 2019, p. 1. Web. (Londres)
Kuszynski, Piotr. ENTREVISTA: Rodrigo Franzão, FAKfulness Magazine no.1, May 2019, p. 60-61. Print. (holanda)
Grahm, Anne. ENTREVISTA: Rodrigo Franzão, Art Reveal Magazine no.47, May 2019, p. 44-50. ISBN 9780368954870. Print. (Inglaterra)
Eichert-Schäfer, Claudia . "ENTREVISTA mit dem brasilianischen Kunstler Rodrigo Franzão." Textile Art Magazine, April 2019. Web. (Berlim)
Paiva, Maristella. "Museu Casa dos Contos recebe a exposição Estruturas Pessoais." Tv Top Cultura, March 2017. Video. (Brasil)
Bennellick, Mary. "Abstract Textiles" Be Creative with Workbox, Jul./Aug. 2015, p. 82-85. Print. (Inglaterra)
Rotelli, Pietro. "Rodrigo Franzão." The Art Zine, June 2015, p. 1. Web. (Itália)
Aragão, Judith Luzardo de. "Rodrigo Franzão: Subtração Involuntária." Vem Comigo TV, May 2015. Video. (Brasil)
Giusti, André. "Museu do Superior Tribunal de Justiça: entrevista." Museu do Superior Tribunal de Justiça, May 2015. Audio. (Brasil)
Pitcher, Sam. "Rodrigo Franzão: Abstract forms." Textile Artist, Dec. 2014, p. 1. Web. (Londres)



PRESS

"Supertition Review: Rodrigo Franzão." Arizona State University, Issue 23, May. 2019, p. 1. Web. (EUA)
"Museu Casa dos Contos recebe a exposição Estruturas Pessoais." Tv Top Cultura, March 2017. Video. (Brasil)
"Espaço Cultural: Catálogo 2015." Secretária de Documentação, Memória e Cultura, Dec. 2016, p. 20. Print. (Brasil)
"Supertition Review: Rodrigo Franzão." Arizona State University, Issue 16, Dec. 2015, p. 1. Web. (EUA)
"Rodrigo Franzão representa o Brasil com duas obras em Bienal de arte têxtil na Ucrãnia, que começa dia 22 de outubro." Obras de Arte, Oct. 2015, p. 1. Web. (Brasil)
"Rodrigo Franzão to O Brasil na Bienal de arte têxtil na Ucrãnia." Artistas e Artes, Oct. 2015, p. 1. Web. (Brasil)
"KATARZA I RAVNOTEŽA." DRUGI PAR GAĆA, Oct. 2015, p. 1. Web. (Croácia)
"Do espaço do STJ para Nova York". JusBrasil, Oct. 2015, p. 1. Web. (Brasil)
"The National Arts Club presents Rodrigo Franzão - Katharsis." Guest of a guest, Sep. 2015, p. 1. Web. (EUA)
"Artista de Goiás é o 1º brasileiro a expor em famosa galeria dos EUA. Telas de Rodrigo Franzão vão ficar em local que já teve obras de Picasso." G1 - Globo TV, Sep. 2015, p.1. Web. (Brasil)
"Rodrigo Franzão é o primeiro brasileiro a expor na Marquis Galeria em 117 anos: O espaço recebe dez obras do artista paulistano." Revista Brasileiros, Sep. 2015, p. 1. Web. (Brasil)
"Rodrigo Franzão é o primeiro artista plástico brasileiro, em 117 anos, a expor na Marquis Gallery do National Arts Club, em Nova York." Obras de Arte, Sep. 2015, p. 1. Web. (Brasil)
"Terraço Paulistano: SP-Abadiãnia-NY" Veja São Paulo, Aug. 2015, p. 27. Print. (Brasil)
"The limit is imagination: Rodrigo Franzão on his abstract art." Arts Culture, July 2015, p. 1. Web. (Inglaterra)
"Rodrigo Franzão - Abadiãnia, Goiás, Brasil." 365 days-365 artists, May 2015, p. 1. Web. (EUA)
"Rodrigo Franzão: Subtração Involuntária." Vem Comigo TV, May 2015. Video. (Brasil)
Fernandes, Maria T. "Arte em Abadiânia." Revista Roteiro Brasília, Oct./Nov. 2014, p. 16. Print. (Brasil)
 
 
 
 
TEXTOS

Peer Golo Willi, Crítico e Historiador de Arte, Berlim, 2015

A cor, o colorido, é a característica mais marcante que o espectador encontra nas obras do brasileiro Rodrigo Franzão. Isso se aplica em particular aos objetos combinados com diferentes materiais, principalmente têxteis, mas também objetos encontrados em metal. Franzão teceu listras de diversos tecidos em cores fortes em composições rítmicas que, interagindo com os objetos de metal, transitam entre um volume aparente e uma dinâmica extraordinária. A combinação das cores, que muitas vezes é equilibrada, mas não rara, porém harmônica, atesta a vontade de Franzão de explorar limites e, se necessário, de cruzá-los.

Em seu trabalho, o artista utiliza principalmente têxteis, tecidos diversos, mas também agulhas de costura, fios de cobre e papel, por vezes trabalhando também com tintas a óleo e acrílicas. O foco em materiais do dia a dia, de preferência industriais, evidencia sua predileção pelos materiais que circundam o ser humano, seja ele o uso na pele ou no cotidiano, direta ou indiretamente, consciente ou inconscientemente. Quando questionado sobre por que utilizava tais materiais, que costuma ser associado à arte têxtil, Franzão aponta experiências biográficas: por ter crescido em um ambiente de costura — sua mãe, que trabalhou como costureira — já tem os materiais, as ferramentas e o som de sua oficina em seu subconsciente. Também em sua infância. Impressões semelhantes referem-se a seu pai, que era ativo na metalurgia. Disto ele tira sua paixão e inspiração.

Porém, suas pesquisas, estudos de arte, pesquisa de cores e materiais também são importantes para Franzão. A ligação de diferentes materiais têxteis permite-lhe inúmeras possibilidades artísticas, sendo que a escolha do material e do suporte depende do sujeito. Assim, diz a artista, “o material deve entrar em diálogo com o sujeito”. Além da pesquisa artística, que faz parte de seu processo de trabalho, sua trajetória profissional, que o levou às artes plásticas, também é notável. Rodrigo Franzão já integrou a arte ao seu trabalho quando trabalhou como professor de português por vários anos. Posteriormente, estudou arquitetura, psicopedagogia e arte-terapia. Atualmente, ele está estudando história da arte e estética. Assim, o que lhe interessa a nível científico, a arte no seu contexto histórico, social e estético, expande-se no conceito da sua investigação artística, da pesquisa da cor e do material, bem como numa ampla visão filosófica do homem e do seu papel na sociedade.

Em sua série de obras, “Subtração Involuntária”, que Franzão criou principalmente nos anos de 2014 a 2015, os trabalhos podem ser categorizados em painéis (óleo ou acrílico) com aplicações (agulhas de costura, fio de cobre). Aqui, porém, o observador também encontra obras que se estendem tanto para dentro da sala que saem do plano do painel: objetos feitos de tecidos coloridos entrelaçados e fios de cobre, que se projetam dessa superfície, deixando-os, por assim dizer, extensa e comparativamente desordenada. Sobretudo os objetos, nos quais combina tecidos com fios de cobre, nos lembram muito as obras de Eva Hesse. Mas outras influências da abstração geométrica e do construtivismo também são evidentes.

Esses objetos muitas vezes são instalados a certa distância da parede expositiva, de modo que buscam o diálogo com o espectador como objetos autônomos, às vezes suspensos. “Cabe ao observador”, diz Franzão, “repensar o indivíduo, o que faz de sua vida e como este se torna um integrante visível e ativo da sociedade, seu papel de consumidor, e como ele esconde seu verdadeiro ser por meio desse papel". Essa conexão não é imediatamente aparente quando essas obras são, às vezes, inacessíveis em todas as dinâmicas; porém, pelo alto grau de abstração dessas obras, é que tais considerações são deixadas ao espectador logo à primeira vista.

Naturalmente, o acesso ao conteúdo das obras é mais fácil quando os elementos figurativos entram em jogo. Em sua série Katharse, na qual Rodrigo Franzão trabalha desde o ano passado, o artista apresenta formas e objetos relacionados ao corpo humano. Os elementos são simples, pois podem ser encontrados em radiografias ou, em modelos, na literatura médica e biológica. Eles são distinguidos por uma cor vermelha de fundo policromático abstrato e são intercalados com fios de cobre e agulhas. A inspiração de Franzão é claramente o ser humano, o corpo humano e suas estruturas biológicas. A este modelo estrutural, o artista contrasta um modelo de observação: ao contrastar os aspectos estéticos da composição de cores com o aspecto da condição biológica, o artista faz o observador olhar menos para uma realidade geral do que para sua própria realidade individual.

O material, que se move nessas formas e não é alimento, fluido e respirando ar, mas sim objetos de metal encontrados, remete esta obra ao plano abstrato, que Franzão já havia trilhado na Subtração Involuntária. Nessa medida, Franzão revela, por outro lado, o diálogo entre o consumo e seus efeitos, por um lado, e as pessoas na sociedade, por outro. O fato de Franzão não querer sair com uma mera projeção das suas ideias sobre o homem e a sociedade no sentido de pura projeção fica demonstrado na abordagem participativa de Franzão, que segundo os seus próprios dados vai ganhar cada vez mais importância no seu trabalho futuro. Já, como desejava Franzão, o espectador deveria “dar um passo à frente a suas obras e fazer parte delas”, e deveria “criar um efeito que ficasse na sua memória”.

Suas pinturas recentes, pinturas de formas geométricas, dispostas em listras estreitas contrastantes, criam efeitos visuais seguindo o movimento através dos olhos do observador. Na continuação, por exemplo, Franzão está planejando instalações com luz, que podem ser manipuladas pelo espectador. É essencial na obra de Rodrigo Franzão que a matéria esteja em diálogo com o sujeito, mas além disso a obra também deve entrar em diálogo ativo e alternado com o espectador.



Robert Yahner, Curador-Chefe do The National Arts Club, New York, 2015

O National Arts Club tem o prazer de apresentar a exposição de estreia do artista brasileiro Rodrigo Franzão em Nova York.

Nascido em São Paulo em 1982, Franzão é um dos artistas mais dinâmicos e provocadores da nova geração de talentos do Brasil. Iluminada por uma formação inicial em Literatura e Comunicação, a obra de Rodrigo Franzão revela um discurso encantatório entre o artista, sua visão e seu envolvimento desinibido com materiais encontrados.

KATHARSIS transforma esse diálogo em uma exploração da forma humana passando dos aspectos da beleza à condição biológica. A força fundamental da linha de Franzão combinada com o jogo vibrante de abstração geométrica confere a KATHARSIS um poder rítmico.

O trabalho é aprimorado ainda mais pelo uso fácil do artista de mídia mista e um brilhante senso de cor - um pulso ecoando de seu país natal. KATHARSIS chega a Nova York após o sucesso da mostra inovadora de Franzão, SUBTRAÇÃO INVOLUNTÁRIA, apresentada no Superior Tribunal de Justiça em Brasília, Brasil.



Jill McGaughey, Art Dealer and Curadora de Arte, New Orleans, 2021

Rodrigo Franzão é um artista brasileiro contemporâneo de mídia mista que trabalha principalmente com elementos têxteis, criando formas geométricas abstratas tridimensionais a partir de materiais do cotidiano. Essas "reinvenções" ultrapassam os limites da arte utilitária e se expressam na forma mais pura da arte pela arte.


Suas obras, extraordinariamente rítmicas, são criadas e organizadas por cada peça individualmente posicionada, resultando em uma composição tridimensional. Uma tensão dinâmica que é evidenciada quando o sentido tangível do trabalho manual se consagra com o efeito plurifacetado da abstração. Com um elemento de cada vez, suas obras emergem como em uma superfície cintilante que nunca é estática, dando uma sensação de existência orgânica e movimento.

Formado em Artes visuais e Letras, com MBA em História da Arte e da Cultura Visual e especialização em Psicopedagogia e Arteterapia, Rodrigo Franzão busca sintetizar princípios de diferentes meios. Suas obras escultóricas evocam emoções por meio da interação de cor, luz e textura.
 
 
 
 
NEWS

2020
ENTREVISTA - Textile Curator, Kuala Lumpur, Malaysia
CLICK AQUI PARA LER

2019
ENTREVISTA - Textile Artist, Londres, Inglaterra
CLICK AQUI PARA LER

2019
ENTREVISTA - Woven Tale Press, New York, USA
CLICK AQUI PARA LER

9/3 - 9/25, 2019
Creative Pride, NAC, NY, USA

9/6 to 9/13, 2019
Berlim Art Week: Latinoamerican Art, South Embassy Gallery, Berlim, Alemanha

6/28 - 7/14, 2019
Concept 2019: 5ª International Conceptual Art, CICA Museum, Gimpo-si, Korea

7/20 - 7/21, 2019
Little Islands Festival, Amorgos, Greece

2019
ENTREVISTA - Art Reveal Magazine, Londres, Inglaterra
CLICK AQUI PARA LER

2019
ENTREVISTA - Textile Magazine, Berlim, Alemanha
CLICK AQUI PARA LER

4/24 - 5/8, 2019
South Embassy Gallery, Berlim, Alemanha

6/10 - 24, 2017
Love Inspires, Inn Gallery, São Paulo, Brasil

2017
TV Cultura, ENTREVISTA - Casa dos Contos Museum, Ouro Preto, Brasil
CLICK AQUI PARA ASSISTIR.

3/6 - 26, 2017
Personal Structures, Casa dos Contos Museum, Ouro Preto, Brasil

1/9 - 3/4, 2017
Outside the Lines: The Fourth Annual NAC Drawing Invitational, Gregg Gallery, NY, USA

3/5 - 7/3, 2016
Surfaces and Abstractions, Antônio Lino Gallery, Lisboa, Portugal

12/20, 2015 - 1/30, 2016
Between The Lines: Exploring Drawings, Gregg Gallery, NY, USA

10/22 - 11/5, 2015
The International Biennial on Textile Art - Fibremen 5, Scythia Gallery, Kherson, Ucrânia

9/29 - 10/24, 2015
Katharsis, Marquis Gallery, NY, USA

2015
ENTREVISTA - Textile Artist, Londres, Inglaterra
CLICK AQUI PARA LER

2015
Vem Comigo TV, ENTREVISTA - Museu do Superior Tribunal de Justiça, Brasília, Brasil
CLICK AQUI PARA ASSISTIR.

5/6 -20, 2015
Subtração Involuntária, Museu do Superior Tribunal de Justiça, Brasília, Brasil

4/10 - 5/20, 2015
Weaving Shapes, Galeria Anexxo, Goiás, Brasil

10/10 - 11/30, 2014
Subtração Involuntária, Galeria Anexxo, Goiás, Brasil